Não solicitamos autorização de terceiros para a publicação de conteúdo neste blog. Caso alguém discorde de alguma publicação, entre em contato pelo e-mail elisandro.felix@gmail.com e solicite, com justificativa, a exclusão do material.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

ATIVIDADES SOBRE A LETRA DA MÚSICA INÚTIL - ULTRAJE A RIGOR


Inútil

(vô cantar tudo de novo, ô ?!)
A gente não sabemos
Escolher presidente
A gente não sabemos
Tomar conta da gente
A gente não sabemos
Nem escovar os dente
Tem gringo pensando
Que nóis é indigente...
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
A gente faz carro
E não sabe guiar
A gente faz trilho
E não tem trem prá botar
A gente faz filho
E não consegue criar
A gente pede grana
E não consegue pagar...
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
A gente faz música
E não consegue cantar
A gente escreve livro
E não consegue publicar
A gente escreve peça
E não consegue encenar
A gente joga bola
E não consegue ganhar...
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
"Inúteu"!
"Inúteu"!
Inú! inú! inú...

Contexto histórico da música

Quem fez a música foi Roger Moreira, no Brasil, em 1983-84, para o público brasileiro inteiro. Na época que foi feita a música estava acontecendo a Ditadura Militar, que você não tinha liberdade de expressão, censura. Como podemos ver na letra aparenta haver "erros de português" mas foram propositais, quem fez a música queria que a ditadura entendesse que "nós" somos tão "burros" que não sabemos nem escovar os dentes, por exemplo. Precisamos de alguém cuidando da gente. Mas não era isso, eles queriam mostrar que eles nao deixam a gente escolher presidente.
Essa música critica a Ditadura, mas de uma forma meia oculta,e assim conseguiram se expressar.

RESPONDA:



(A) A letra da música do grupo Ultraje a Rigor, "Inútil", que foi uma crítica ao período da ditadura militar, pode ser, também, contextualizada aos dias atuais? Justifique?

(B) Propositalmente, há desvios da norma culta da língua portuguesa na composição musical "Inútil". Grife na letra musical, quais são esses desvios.

(C) É comum no dia a dia, que pessoas cometam desvios da norma culta ao falar ou quando escrevem. Na sua opinião, por que isso ocorre?

(D) Escreva alguns desvios da norma culta, cometidos pelos falantes da língua portuguesa, no dia a dia.

(E) Faça a correção dos desvios da norma culta que você escreveu como resposta à questão da letra D.




ATIVIDADES - VÍCIOS DE LINGUAGEM

1. Classifique e corrija (quando necessário) os vícios de linguagem dos enunciados abaixo:


AMBIGUIDADE – SOLECISMO DE REGÊNCIA – SOLECISMO DE CONCORDÂNCIA – SOLECISMO DE COLOCAÇÃO PRONOMINAL – BARBARISMO – CACOFONIA – ECO – ESTRANGEIRISMO – PLEONASMO OU TAUTOLOGIA -


a) Novidade inédita na área da informática revolucionou o mercado.

b) Paulo comeu uma feijoada e sua irmã também.

c) É admirável a fé de meu tio.

d) Escapei do perigo por um triz.

e) Nesta situação, o governo tem a preocupação de controlar a inflação senão poderá haver uma comoção social na nação.

f) Encontrou-se o elo de ligação entre João e Maria.

g) Compre um refrigerante e ganhe grátis um copo.

h) Precisa-se de um rapaz forte para ordenhar vacas e uma empregada.

i) Os alunos tiveram que refazer de novo o trabalho.

j) Vi ela com o namorado.

k) Fazem anos que não vi ela.

l) O adevogado venceu a causa.

m) Delete-me de sua vida.

n) Chegamos na casa do Paulo às 10h00min.

o) Me considero uma pessoa inteligente.

p) Saia para fora já!

q) Imprimimos desenhos em camisetas de alta definição.

r) Não é nada fácil conviver junto com você.

s) O pessoal falaram muito de você.

t) Eu quero simplismente paz.

u) Me acordem as sete horas.

v) O ingresso será dez reais por cada pessoa.

w) Estou com poblema a resolver.

x) Assisti o filme em casa.

y) José cumprimentou o vizinho ao sair de casa.

z) Não há outra alternativa a não ser refazer o trabalho.


quarta-feira, 15 de agosto de 2012

ATIVIDADES DE ANÁLISE SINTÁTICA: SUJEITO E PREDICADO - TRANSITIVIDADE VERBAL - COMPLEMENTO VERBAL - ADJUNTO ADVERBIAL - 7º ANO

Conteúdo: adjunto adverbial; tipos de sujeito; tipos de predicado; transitividade verbal; complemento verbal: objeto direto e indireto; predicativo do sujeito.

Sugestão para o 7º ano fundamental

1. Classifique os sujeitos das orações abaixo. (simples, composto, implícito, indeterminado, sem sujeito).

a) O garoto e sua namorada procuraram alguns poemas.
b) Pegaram minha mochila.
c) Alguém pegou minha mochila.
d) Fui bem na prova.
e) Esperamos durante toda a manhã.
f) Os colegas mais românticos sonhavam com pessoas de sua idade.
g) O dia atribulado não lhe permitiu um sono tranquilo.
h) O cantar dos pássaros trazia algumas recordações.
i) Era verão.
j) Choveu muito.

2. Classifique os predicados em nominal ou verbal.

a) O jovem gostava da professora.
b) Ela era muito simpática.
c) Eu permaneci calado durante toda a aula.
d) Joana encontrou belos textos.
e) brincamos muito durante o intervalo.
f) Tornamos bons amigos.
g) Somos felizes.
h) Paulinho estava doente.

3. Leia a frase. “Eu necessito de sua ajuda”. Responda. Qual é a classe gramatical do termo de na oração?

4. Classifique os verbos corretamente em transitivo direto ou indireto e/ou intransitivo.

a) O garoto gostava da garota mais bonita da sala.
b) Os colegas sonhavam com pessoas de sua idade.
c) O garoto procurou alguns poemas.
d) A garota chegou cedo.

5. Identifique e classifique os complementos verbais (objeto direto ou indireto).

a) Preciso de você ao meu lado.
b) Encontrei sua irmã ontem.
c) Levo seus documentos ao cartório ainda hoje.
d) Assistimos ao filme ontem.

6. Sublinhe o predicativo do sujeito das orações abaixo.

a) Joaquim está doente.
b) Paulo é estudioso.
c) A jogadora tornou-se vitoriosa.
d) Os meninos permaneceram calados.

7. Sublinhe e classifique o adjunto adverbial das orações abaixo:

a) João certamente sabe o que faz.
b) Aquela linda garota de nossa turma morava aqui.
c) Eles estavam bastante cansados.
d) Não aceito suas desculpas.
e) Marieta passou mal durante o jantar.
f) Quero falar com o diretor dessa escola agora.
g) Talvez chova durante o carnaval.
h) Estou realmente cansado.
i) Possivelmente chegaremos a tempo.
j) Henrique vivia a vida solitariamente.
k) Felizmente concluímos o trabalho escolar.
l) Nós iremos à festa, sim. 

Referências

DELMANTO, Dileta; CASTRO,  Maria da Conceição. Português: ideias & linguagens. São Paulo: Saraiva, 2009.
LIMA, Elisandro Félix de Lima. Atividades de Língua Portuguesa. 2012.

LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE HISTÓRIA EM QUADRINHO - 6º ANO


Leitura e interpretação de história em quadrinhos (6º ano fundamental)

Responda com base na história em quadrinho acima:

1. Nas histórias em quadrinhos, o que os personagens falam é apresentado em balões de fala. Releia o balão do último quadrinho: “Lembra-se quando pensamos que delegando funções a eles nós os faríamos se comportarem como adultos? Funcionou.” Explique o significado da palavra delegar.

2. Pela história ficamos sabendo de uma função que os pais delegaram aos filhos. Qual foi?

3. Como essa função foi distribuída entre os dois filhos?

4. Que argumento o irmão usa para justificar que a irmã deve levar o lixo para fora, naquele dia?

5. Que argumento a menina usa para rebater o argumento do irmão?

6. O irmão concordou ou não com o argumento da irmã? Que novo argumento ele usa para defender seu ponto de vista?
7. Os filhos discutem, brigam, acusando um ao outro. Para o pai, esse é um comportamento próprio de crianças e pré-adolescentes, ou é um comportamento de adultos? Justifique sua resposta.

8. Com que objetivo os pais delegaram função aos filhos?

9. No primeiro quadrinho, o que é que os dois irmãos estão lendo? Como eles estão se sentindo?

10. No segundo e no terceiro quadrinhos, as expressões dos rostos, os gestos, as atitudes dos dois irmãos mostram o que eles estão sentindo: o que é?

11. Enquanto o pai está falando com a mãe no último quadrinho, o que está acontecendo entre o s dois irmãos? Como ficamos sabendo?

12. No segundo quadrinho, na fala do menino, aparecem dois pronomes pessoais do caso reto. Quais são?

REFERÊNCIAS

SOARES, Magda. Português: uma proposta para o letramento. São Paulo: Moderna, 2002.

ATIVIDADES ESCOLARES

ATIVIDADES ESCOLARES
SOL.ETI.BR

Cadastre-se e receba atualizações do blog em seu e-mail.

SEGUIDORES